Rodrigo James

Harder, faster, improved

Weezer – A Tragédia Vermelha

O blog Indie Nation publicou uma resenha sensacional do disco novo do Weezer, o tal Red Album. Leiam abaixo:

Lá se foram as esperanças de quem ainda acreditava no Weezer. O nome resume o mar de criatividade em que a banda navega: “Weezer” (Geffen, 2008), o mesmo de outros dois discos anteriores, diferenciados apenas pela cor da capa. Que no caso mais recente, diz tudo sobre o conteúdo: uma grande piada… e pior, daquelas muito sem-graça.
Troublemaker começa os trabalhos mostrando que Rivers Cuomo já perdeu a vergonha na cara faz tempo. E para destruir todas as esperanças de uma só vez, logo em seguida surge uma das piores músicas já escritas no universo, o Frankenstein oitentista The Greatest Man That Ever Lived. Rap-rock misturado a hard-rock farofa nunca vai funcionar, nunca. Depois do fundo do poço, o single preguiçoso Porks And Beans é dos males, o menor. E quando já não tinha mais altura para cair, o Weezer se espatifa no chão de vez: Heart Songs, uma poesia que é puro constrangimento, um arranjo que é pura picaretagem.
Calma, tem mais vergonha por vir: Everybody Get Dangerous é um funk-metal que fica entre o Red Hot Chilli Peppers e (perdoa, Deus!) P.O.D. Dreamin’ é a tentativa frustrada de agradar os fãs antigos, e acaba tornando o estado atual do Weezer ainda mais triste. Palavras faltam para descrever Though I Knew e Cold Dark Word, tamanho é o horror que essas aberrações musicais provocam. E só pra não entregar o pior disco da história da música a “só ruim” Automatic e o dramalhão típico The Angel And The One aliviam a tortura e fecham o disco, nada que salve o gigantesco desastre em que se transformou o Weezer.
O “Álbum Vermelho” é tão horroroso, que é capaz até de arruinar a saudade que todo ser humano bondoso tem dos clássicos “Pinkerton” e “Blue Album” (isso, se a saudade já não foi arruinada por “Make Believe”, três anos atrás). Mas não é só vergonha alheia. É tristeza. Aquele nerd simpático e de coração aberto morreu. Colocaram no lugar um típico americano do Texas, barrigudo, sexista, cafona e sem o mínimo de sensibilidade. Descanse em paz.

terça-feira, maio 27, 2008 - Posted by | musica

1 Comentário »

  1. Estou surpreso.
    Gosto do Weezer já faz um tempo . O que ouvi 1º foi o CD azul. Sempre achei muito boa a banda.
    Passei um tempo sem ouvir nada a respeito deles. Só no final do ano passado fiquei sabendo da existência do “make believe”, de que eu gostei muito (não de todas as músicas, mas algumas são excelentes!).
    Depois que comecei a aouvir o CD vermelho, o novo, fiquei curioso pra saber mais sobre a novidade, até pq outros membros da banda fazem os vocais. Queria saber mais sobre isso.
    Caraca! Quase todos os comentários foram detonando a banda. Um exagero. Não sei se é pq sou pouco exigente, não entendo de música,… sei lá. O fato é que, apesar de muito pouca coisa, hoje em dia, me encantar de verdade, ainda têm coisas bacanas por aí. Basta ter um pouco de boa vontade.
    Pode ser também pq as pessoas idealizam muito uma banda. Só serve se fora daquele jeito.
    A verdade é que, na minha modestíssima opinião, o Cd tem boas músicas — pork and beans, troublemaker e though i knew são exemplos — e eu gosto de ouvi-lo.
    Quero deixar claro que eu não estou reclamando. As pessoas têm opiniões diferentes (graças a Deus!). Isso aqui é quase um desabafo de quem achou muito estranho a maioria das críticas que li terem descido o cacete no Cd novo dos caras.
    Abraço a todos que lerem isso!
    Desculpem-me os erros de português!….

    Comentário por Amadeu | sexta-feira, outubro 3, 2008 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: